Imprimir

A Valvoplastia por cateter-balão é a dilatação do orifício de uma válvula cardíaca estreitada, por meio de um cateter provido de um balão em sua extremidade. Esta técnica costuma ser indicada no tratamento da estenose (estreitamento) da válvula mitral (cuja principal causa é a doença reumática ou febre reumática) e, mais raramente, na estenose das valvas aórtica ou pulmonar. Após anestesia local na virilha, um cateter especial é introduzido no vaso, dirigido até o coração e posicionado no orifício estreitado da valva.

 

Depois, faz-se uma dilatação deste orifício, visando desobstruir a passagem do sangue. O procedimento se faz guiado por radiologia e ecocardiografia transesofágica. O tempo de internação costuma ser de dois a três dias. Em geral, quatro a cinco dias após, o paciente já pode retornar a sua vida normal, desde que o procedimento tenha transcorrido com sucesso e sem complicações.