(61) 3035 9900 ouvidoria@ictcor.com.br

Publicação recente no MedPage Today (dia 20/07, Luisiana/EUA) dá conta de que a cicatrização do miocárdio evidenciada pelo realce tardio do gadolíneo em imagem cardíaca por Ressonãncia Magnética está associada a aumento da mortalidade em pacientes portadores de cardiomiopatia.

Embora as diretrizes da Sociedade Europeia de Cardiologia recomendem tratamento com Estatinas de pacientes com Insuficiência Coronária Estável em longo prazo eobjetivando atingir níveis de LDL-Colesterol abaixo de 70 mg/dl, novas e importantes publicações sugerem que os níveis ótimos a serem atingidos são atualmente mais elevados.

A síndrome do QT longo induzida por fármacos é uma condição potencialmente fatal, capaz de causar morte súbita como primeira manifestação clínica. Ela pode se manifestar após o uso de fármacos para o tratamento de outras afecções, ressaltando a importância da anamnese rigorosa em busca de antecedentes de morte súbita, assim como da realização de eletrocardiografia antes da introdução de fármacos específicos, de forma a identificar possíveis casos assintomáticos de síndrome do QT longo.

A Cardiomiopatia Hipertrófica Obstrutiva é uma condição genética cardíaca comum e incide em 0,2% da população sendo causa de incapacitação em número expressivo de pacientes. Nos casos de refratariedade ao tratamento clínico, duas opções “invasivas” se impõem. A primeira se faz através de cateterismo na sala de hemodinâmica e consiste na ablação ou exclusão da parte do septo que impede a passagem de sangue do ventrículo esquerdo para a aorta. Para isto, é infundido álcool absoluto na artéria que nutre a porção anormal do septo interventricular.

A edição do dia 29 de junho de 2016 do Journal of the American Heart Association publicou os resultados tardios do estudo Framingham (Framingham Heart Study), com destaque para o enunciado acima, enfatizando a incidência bem maior nos portadores dos fatores de risco cardiovasculares clássicos e hipertensos. Foi o primeiro estudo a correlacionar fatores de risco cardiovascular e de hipertensão como fatores isolados ou não, e a ocorrência de morte súbita.

Página 3 de 3

Horário de Funcionamento:

Ambulatório/Hemodinâmica/Eletrofisiologia:

De Segunda a Sexta - Feira de 08:00 às 18:00.

Emergência e Urgência: 24h

Em parceria com o Centro Cardiológico Anchieta (Pronto-Socorro)

Hospital Anchieta - Centro de Excelência 4º andar
Taguatinga Norte - Setor "C Norte"
Área Especial 08/09/10 Cep: 72.115-700

(61) 3035 9900

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Entrada Inválida
Entrada Inválida